Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

O texto de hoje dialoga especialmente com a Nota introdutória que o professor Wanderley Geraldi escreveu para “Textos de Arquivo XII: Possíveis alternativas para o ensino da Língua Portuguesa”, publicado aqui no blog, em 22 de setembro de 2017.

 

O modelo de ciência moderna com que estamos familiarizados foi consolidado a partir de uma determinada formalização que o inscreve na perspectiva do conhecimento verdadeiro, último e único sobre o real, que se caracteriza pelo grande respeito à lógica e às determinações da experiência, substituindo as especulações

Palavra no poema

 

Ser substituída ou vã

não há palavra que não tema

quando o poeta na manhã

seguinte volta ao seu poema.

 

Maior distância

A maior distância

da terra é entre duas

portas de apartamento.

 

Não entendeu

O elevador não é lugar de conversa.

Mas sempre caba um “bom dia” e a resposta.

Um dia entrei e ao meu aceno

o jovem ficou calado

e eu lhe disse – que silêncio!

Obrigado a falar, me respondeu:

- os elevadores modernos são silenciosos.

(Geraldino Brasil. Poemas útiles. Selección y versión libre de Jaime Jaramillo Escobar (para o

Nota introdutória

Este texto foi escrito para uma mesa-redonda realizada na Conferência Brasileira de Educação, II CBE, ocorrida em Belo Horizonte em 1982. Infelizmente as Conferências desapareceram depois da IV edição. Este é meu segundo texto publicado em que me voltei para o ensino de língua portuguesa. Havia escrito antes, como trabalho de conclusão de uma disciplina de Linguística Aplicada que frequentei no começo de meu doutoramento, em 1981, um texto mais longo que acabou sendo publicado no mesmo ano pela Fidene (Subsídios metodológicos para o ensino de língua portuguesa – 5a.

O terremoto que mais uma vez assolou o México, causando dores, aflições e destruição, desvela nossa impotência. O sonho moderno de que a ciência explicaria tudo fracassou – o que explica sobre terremotos e furacões apenas desviou a humanidade de uma compreensão de que estes fenômenos fossem consequência da ira dos deuses.

O sonho mais bem elaborado pelo Iluminismo era de que a razão tudo compreenderia, e que o homem, compreendendo, dominaria a natureza em benefício de sua reprodução continuada e do seu bem estar. A ciência desvendaria; a tecnologia nela fundada dominaria as

Quem não se emociona e não se comove ao ver um homem chorando? A cena é patética: Rodrigo Maia, então Presidente ocasional do Brasil, com lenço branco na mão direita enxugando o olho direito fechado, olho esquerdo totalmente aberto, a boca semiaberta  e torta, o cabelo despenteado, com a cara de quem está sofrendo profundamente de tristeza. De alegria, será? Esta imagem encenada na frente das câmeras e dos holofotes deve ter emocionado milhões de brasileiras e brasileiros. Inclusive, criancinhas. Eu, ao contrário, igual a outros milhões, senti náuseas, nojo, com fortes ânsias de

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559