Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

O túnel é sempre um caminho, no escuro sabendo que a luz chegará: sempre há luz no fim do túnel. Na escuridão em que estamos, não se vê luz. E o pior, dia 25 de janeiro querem destruir o túnel, talvez o caminho único para retornamos à democracia! Porque eleição sem Lula não é eleição, é farsa. 

Infelizmente, não há luz. E não haverá caminho. E completando o que querem fazer, não haverá mais nem túnel: quando acordarmos, o país já foi vendido e eles estarão onde sempre quiseram estar: em Miami, os tipo Luciano Huck; em Paris, os tipo FHC; em Damasco, os tipo Bolsonaro; em algum convento medíocre os tipo Geraldo Alckmin. Os tipo Michel Temer, Eliseu Quadrilha e Moreira Franco, tendo já prestado seus serviços, acomapanharão Eduardo Cunha, sob as garras do funcionário do Departamento de Estado e da CIA, o Doutor Angélico, aquele da indústria das delações facilitadas a troco de algum troco, ops! desculpem, não é troco, é denúncia a Lula o que o compra. Não importa que seja denúncia falsa, que em sua vara até reportagem de jornal vira prova.

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559