Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

Em entrevista à mídia alternativa em Recife, parada de sua caravana pelo Brasil, o ex-presidente Lula afirmou uma disjunção fundamental na vida política nacional: ou os movimentos sociais, os movimentos sindicais, os partidos de esquerda elegem uma maioria para o Congresso Nacional, ou o presidente eleito somente pode governar se conseguir construir uma base parlamentar, num presidencialismo de coalizão.

Infelizmente, no país, não há maioria parlamentar com base em princípios e linhas mestras de programa de governo. A coalização sempre se construiu de forma espúria no único princípio

O diagnóstico social revela que a ética no Brasil atual está em estado de coma terminal. O cérebro e o coração da ética estão em estado depressivo na UTI do hospital público do sistema representativo, cada vez mais oligárquico. Assim, a ética sofre de atrofia por desuso e desrespeito dos seus princípios. A ética só continua viva por força e energia da indignação de brasileiros e de brasileiras engajados no movimento da rejeição do sistema político representativo, empoderado por golpes sucessivos de políticos e empresários. Esse movimento de

Produto Perecível

Aqui & Agora

intervalo de provisoriedade

único definitivo possível.

Acordo político

Ou acordamos agora

ou

desacordamos depois

 

Arqueologia

Com um silêncio alugado

feito de poros e arcos

instala-se a noite versada

nas manhãs da solidão

é uma noite alongada

terna de furos e arestas

contida não no ser antes

tambpouco no ser porém

ir sendo aquilo que resta

noite enjaulada em macacos

bichos no sótão

- balança –

o tempo pendido na cauda

do bicho preguiça que avança

O tempo é breve

para consumi-lo

séculos de consumação

(Carlos Vogt. Paisagem

Depois de ler algumas páginas deste romance, comecei a ficar com um pé atrás... Estava achando que o personagem, um jovem desempregado, poeta anônimo, estava mal acabado. Introduzido por suas andanças em Porto Alegre à procura de emprego, vivendo numa ocupação urbana com sua mãe, tudo parecia indicar que se iniciaria aí um percurso de luta pela sobrevivência, “retratando” a vida miserável da cidade grande.

Mas não! O rapaz comete um estupro, é denunciado pela vítima, é preso... e eis que aparece não se sabe donde, um personagem que o tira das mãos do

A presença indecorosa de juízes nos holofotes da imprensa, entre nós, é uma novidade dos anos 2000. Mesmo um Nélson Jobim esperou sair de STF para se tornar militante político. Agora, isso é desnecessário. Permanecem com a toga a julgar a torto e a direito, exercendo ao mesmo tempo militância partidária.

Certamente o melhor exemplo, aquele que em Semântica chamaríamos de “prototípico” é o militante do PSDB e nas horas vagas ministro do STF Gilmar Mentes. Sempre foi suspeito, desde que chegou ao STF pelas mãos do não menos suspeito sociólogo suposto estadista FHC.

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559