Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

No próximo sábado entra em vigor o retrocesso nas relações de trabalho, a chamada Reforma Trabalhista, a temerosa. Tal como seu patrocinador, que entrará para a história como aquele que revogou a Lei Áurea, a reforma não tem apoio popular. Pesquisa encomendada pela CUT, e realizada pela Vox Populi mostra que para 67% dos entrevistados, a reforma é boa para os patrões; e para 15% deles, não é boa para ninguém!

Dentre as pérolas introduzidas pelo que alguns parlamentares e analistas da grande imprensa chamaram de “atualização” da CLT, está o trabalho intermitente.

Quando estou diante da televisão nos horários de notícias deparo cenas nos palcos exuberantes e nos salões nobres, de arquitetura espacial gigantesca, dos plenários do Senado e da Câmara e nos salões luxuosos das reuniões de ministros no Palácio do Planalto e vejo rostos e penteados de homens – poucos cabelos e via de regra brancos – rigorosamente engravatados e de ternos (fatiotas para os gaúchos) de corte e costura no estilo clássico, discursando, gesticulando, encenando atos de uma postura política quase exclusivamente de homens. Rarissimamente vejo rostos maquiados, embelezados, com cabelos bem

Acostumados a outros “escândalos” relativamente às provas do ENEM (acusações de vazamento, sumiço de provas, erros em questões e outras pequenas falhas que faziam o gosto da mídia interessada em produzir escândalos), desta vez tivemos outras instituições e os fatores interferindo neste Exame Nacional, porta de entrada para a Universidade para grande parte dos jovens brasileiros.

Comecemos pelas inscrições (6,1 milhões de inscritos). Apesar do número astronômico, ele representa 65% do número de inscritos no ano passado! Uma redução de 35% no número de

O processo educativo é permeado por diferentes interesses e intimamente ligado às finalidades institucionais, e a elaboração de um currículo não pode ser vista apenas como um conjunto de conhecimentos. Ela é parte de uma tradição seletiva, resultado da seleção e da visão que um grupo tenha sobre o que seja conhecimento legítimo.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) traz à tona, no campo da educação, práticas nada novas: por um lado, solidificar a ideia de que a existência de parâmetros comuns nos diferentes modos de ensino e nas múltiplas realidades

Café Pingado

É terrível 

o barulhinho do ovo cozido quebrado contra o balcão de zinco

terrível esta barulho

quando ele se agita na memória do homem faminto

terrível também a cabeça do homem

quando se vê às seis da manhã

no espelho da grande loja

uma cabeça cor de poeira

mas não é a sua a cabeça que ele vê

na vitrine da casa Fauchon

pouco lhe importa essa sua cabeça de homem

não pensa nela

sonha

imagina uma outra cabeça

cabeça de vitela por exemplo

com molho de vinagre

ou cabeça de qualquer coisa que se come

e mexe lentamente o maxilar

lentamente

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559