Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

Este romance de Umberto Eco tem a estrutura de um livro dentro de outra narrativa, não pra produzir o efeito de que uma é verdadeira e a outra ficção, mas para separar dois momentos (que materialmente aparecem inclusive na composição com diferentes letras). A narrativa que contém o enredo maior funciona como introdução e como conclusão da história da criação de um jornal – Amanhã – que jamais teve um número em circulação, ainda que organizadas as pautas para os números 0/1 e 0/2 e os redatores tenham se debruçado para compor suas matérias.

Colonna

Dia de Finados. Feriado. Bom perguntar por quem, hoje, dobram os sinos. Porque há os que se foram, finados. E há os que definham, finados vivos, por quem os sinos já podem dobrar. Se os que se foram são as almas, os que aqui estão são corpos vivos, individuais e coletivos. Se a dor se sofre individualmente, é no coletivo que ela se elabora, se articula, se gesta até dar nascimento em cada um na forma de dor.  

E é da dor de ver morrer o futuro da educação e da saúde brasileiras que gostaria de falar neste Dia de Finados. No sistema de exploração do pré-sal, antes da lei

No dia 25 de outubro de 2018, às 12 horas, o golpista Temer é internado no Hospital do Exército em Brasília. Uma coincidência providencial. Caso o Parlamento não inocentasse Temer, denunciado no Supremo Tribunal Federal – o que é de direito da justiça – ele estaria salvo e livre de prisão na segurança máxima da nação, em primeiro lugar por que estaria doente  (de aparência ou não, isso não vem ao caso) e em segundo lugar, porque ninguém entraria no Hospital do Exército, cercado por militares e seguranças impedindo o acesso da imprensa.

As

Com este governo, efetivamente não há descanso. O saco de maldades não tem fundo. E por isso jamais cessarão os espantos: enquanto Temer faz tremer, estaremos trêmulos. Mas Temer é apenas um boneco que custa caro, pelas propinas que cobra para executar o que o chamado “mercado” quer. E às vezes dá para desconfiar: nem este ente dirigido pela contabilidade do lucro é tão retrógrado. Os banqueiros e os investidores especulativos, que neles se escondem, sabem que com uma economia aos frangalhos, os lucros são apenas virtuais. Nem os bancos nem os “investidores” querem assumir as

A sala de aula em imagens (por Cristina de Araújo)

Jean Marc Cotê foi um ilustrador francês que viveu no século XIX. Durante a década de 1890, ele criou várias imagens que retrataram sua visão de futuro e suas ilustrações retratavam os anos 2000. As previsões de Cotê são muito interessantes e podemos dizer que ele não passou tão longe do que vemos hoje em dia. A ilustração que mais me chama a atenção é a ilustração abaixo, criada em 1899:

A escola do ano 2000 é imaginada como um prolongamento da escola então existente e Cotê vislumbrou uma sala de aula em que os

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559