Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

Desde que chegou às ciências exatas e da natureza a dúvida, não no sentido cartesiana de pergunta que leva a respostas, de preferência dentro do método preconizado, mas a dúvida em relação às próprias respostas que a ciência elabora, reconhecendo que estas não correspondem ao real, mas a uma construção sobre o real, a VERDADE como correspondência com a realidade deixou de ser a panaceia da ciência. Desde Einstein (teoria da relatividade), passando por Bohr e Einsenberg (teoria do sujeito instrumentado) e chegando a Elya Prigogine (teoria das estruturas dissipativas), as

Se tico e teco funcionassem, os das panelas, camisas amarelas e bandeiras desfraldadas poderiam compreender alguma coisa, ao menos a partir do noticiário desta semana. Mas pôr para funcionar o tico e o teco é pedir exageros a globodiotas. E entre eles, poucos leem até mesmo suas revistas preferidas, a OIA e a ISTOFOI.

Chega ser comovente o arrependimento tardio de executivos da Andrade Gutierrez e de Eduardo Cunha. Os primeiros queriam complementar sua delação. Perguntados se traziam fatos comprováveis contra Lula, cometeram o engano de dizer a verdade: nada tinham contra Lula. Eles não aprenderam a lição dada por Leo

Genial! Colocar o Brasil nos trilhos de trem, é uma ideia brilhante, igual a ouro falso. Ideia assim só pode nascer e brotar de um cérebro do tamanho e de uma arquitetura fluída de um crânio achatado como o seu, Temer. Talvez, Temer, seria melhor você esclarecer que você vai colocar o Brasil nos trilhos de metrô. O metrô é mais moderno, mais tecnocientífico. Viajar de metrô nos países da Europa, no Japão é uma beleza, um delírio.

Assim, Temer, você juntamente com o seu amigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, o Eunício, presidente do Senado, o Meireles, seu

Os últimos acontecimentos dão razão a Kiko Nogueira quando profetizou que as manifestações ao estilo da ocorrida em Charlottestville (Virgínia-EEUU) viriam a acontecer em nosso país, com o avanço da extrema direita.

É inacreditável que a polícia paulista invada uma audiência pública no campus de uma universidade, a Unifesp, em Santos, para fazer valerem seus argumentos através da força e da ameaça (inclusive de morte). Não compareceram como cidadãos para discutir, mas como policiais militares, uniformizados e armados! Ameaçadores. Acostumados a usar da

"Mesmo que os senhores tivessem feito algo de bom, estão aqui tempo demais e eu lhes digo: Vão embora, queremos ver-nos livres dos senhores. Por amor a Deus, vão embora!" (Cromwell, aos membros do Parlamento conhecido por “Longevo”)                                    

Desde que venho ventilando a possibilidade de os eleitores realizarem a principal reforma política necessária ao país, seguindo o lema NÃO REELEJA NENHUM DEPUTADO OU SENADOR, venho recebendo apoios ao movimento “Constituinte-Já” como uma saída para a

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559