Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

Dedicado aos...  

Os dois burros e o mono

Um burro lançado à margem

Ostentava de talentos;

Moía um seu camarada,

Exemplar dos pachorrentos.

 

Zurrando conceitos graves,

Como quem fala, e não pensa,

Cumpria o rifão do vulgo 

- Tal cabeça, tal sentença. -

 

O trombudo companheiro

A longa orelha abaixando,

Sem lhe responder palavra

Ia ouvindo, ia pastando.

 

"És bruto! Não me respondes?

(Diz o orelhudo doutor)

Envergonho-me de sermos

Iguais na forma, e na cor."

 

Estranhandoi-lhe a bazófia

Um mono dos mais astutos,

Que numa árvore trepado

A aliviava dos frutos,

 

Cuma gargalhada

O escritor catarinense Guido Wilmar Sassi, nascido em Lajes, neste romance histórico, narra a saga da Guerra do Contestado (1912-1916), região de terras que permaneceu por longo tempo em disputa entre os Estados de Santa Catarina e Paraná, e que levou os camponeses à luta armada em defesa do direito à terra.

Na construção da estrada de ferro Rio Grande-São Paulo, o governo da República cedeu à empresa construtora nada menos do que 15 kms à direita e à esquerda dos trilhos. Depois, o território foi entregue a empresas de colonização, que expulsaram ou mataram os agricultores que ali viviam

Nota introdutória

A Fundação de Desenvolvimento da Educação – FDE, órgão da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, com mais de 30 anos de existência, promovia cursos para professores, realizava constantes seminários e encontros de professores. Era (é?) o órgão encarregado da “educação continuada” no estado. Não acompanho mais suas atividades desde a primeira metade dos anos 1990.

Entre suas atividades, havia a publicação de obras técnicas. A revista IDEIAS era uma publicação destinada a professores. E seus

A primeira ordem: “é proibido falar de partidos políticos e ensinar política em escolas públicas”. Formação de consciência política nas escolas e universidades, jamais! Nem pensar na formação crítica de jovens em classes escolares e universitárias.

A segunda ordem: “caça aos reitores das universidades federais”. Estas duas ordens geniais são as grandes metas do governo puro, inocente e anticorrupto do Brasil de hoje para garantir a educação pura, inocente e de qualidade para os pobres. O presidente golpista Temer esnoba um excedente de orgulho jamais visto

O general Mourão foi punido pelo comandante do Exército: a punição é uma transferência para a Secretaria Geral, como adido... Lá terá tempo integral para ajudar na articulação do golpe. Adido não arde, adido adiciona.

A imprensa prepara ansiosa e angustiadamente o desenlace: todas as questões de segurança se tornam manchetes; as compras explícitas de deputados no balcão de negócios que sempre foi o governo que construiu, agora se tornaram manchetes envergonhadas; o mercado sabe que há nacionalismos na região militar, e por isso exige pressa, urgência para a

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559