Passagens: o blog do Wanderley Geraldi

“Nenhum som teme o silêncio que o extingue. E não existe silêncio que não seja prenhe de som” (John Cage)

 

A música já foi considerada na Antiguidade um instrumento moderador da alma e não se restringia a uma expressão artística, mas estava diretamente ligada à formação do homem grego. Entender a música como moderador da alma ou como elemento formador humano não nos é estranho, pois, por meio dos sons e da palavra, há uma tomada de consciência no sentido de o próprio sujeito reconhecer-se como uma obra em movimento que se oferece à escuta.

Oferecer-se

O POEMA

Um poema cresce inseguramente

na confusão da carne.

Sobre ainda sem palavras, só ferocidade e gosto.

talvez como sangue

ou sombra de sangue pelos canais do ser.

 

Fora existe o mundo. Fora, a esplêndida violência

ou os bagos de uva de onde nascem

as raízes minúsculas do sol. 

Fora, os corpos genuínos e inalteráveis

do nosso amor,

rios, a grande paz exterior das coisas,

folhas dormindo o silência 

- a hora teatral da posse.

 

E o poema cresce tomando tudo em seu regaço.

 

E já nenhum poder destrói o poema.

Insustentável, único,

invade as casas deitadas nas noites

e

Nunca consegui entusiasmar algum aluno meu para fazer um trabalho sobre o tratamento que dá a Literatura à escola. Os trabalhos conhecidos são sobre o tratamento que dá a escola no ensino de Literatura, mas não o inverso. Claro, há resenhas e críticas, no Brasil particularmente ao clássico O Ateneu, de Raul Pompeia. Na falta, aposentado, estou tentando ler alguns livros de literatura que tematizam a escola. Tentei uma vez encontrar os livros sobre a Educação de Príncipes. Encontrei somente o de Erasmo. Andei procurando o manual de La Salle, mas não consegui. Enfim, estou aqui com apenas três romances

Segundo o general do Exército, Walter Souza Braga Netto, a intervenção na segurança do Rio de Janeiro pode vir a ser um laboratório para o país! Obviamente, o general está falando do sucesso que terá o empreendimento, porque não deixa por menos. Para obtê-lo no que concerne à violência espetacularizada pela Rede Globo e demais mídias tradicionais, até que é fácil. Trata-se simplesmente de firmar acordo de territórios entras as facções do crime organizado, definindo limites e nenhum incômodo para ações no interior de cada “estado”

Obviamente o processo relativo às 10 denúncias contra Paulo Preto, o arrecadador de José Serra e Aloisio Nunes foi cair nas mãos de Gilmar Mendes. É que o algoritmo do STF dá sempre o mesmo resultado: se é processo que envolve o PSDB, o algoritmo busca a sigla e entrega o processo, de forma prevista, ao ministro do PSDB.

Não adianta o governo suíço, em seu combate à corrupção, enviar documentação sobre os 113 milhões de francos suíços depositados por lá em nome de Paulo Preto: ficará tudo na caixa preta de Gilmar Mendes.

Não adiantou

Seja assinante

Cadastre seu e-mail e não perca nenhuma postagem do blog do Geraldi.
captcha 

Apoio Cultural

Sobre o Autor

wanderley João Wanderley Geraldi não precisa ser apresentado; quem ainda não o conheça, certamente o encontrará em sua formação. Mas é necessário dizer que o que aqui se faz é também consequência de sua militância na Educação em nosso país. É de sua obra paradigmática Portos de passagem, centrada na linguagem mas fundamental para a formação de professores e para o trabalho escolar, que pedimos emprestado o nome do Grupo. E é em sua presença com o blog Passagens que encontramos força e coragem, mas também rigor e coerência para os propósitos que temos. Nosso agradecimento e nossa homenagem a este grande linguista brasileiro.

Desenvolvido e hospedado por

g5559